Follow by Email

8








Mical era o nome da filha mais nova do rei Saul, o primeiro rei de Israel. Saul fora escolhido pelo Senhor para reinar sobre as doze tribos da nação e foi ungido pelo profeta Samuel (1Sm 10). A linda história da escolha de Saul, as confirmações de seu reinado e a aceitação com grande júbilo do povo de Israel, foram marcos da vontade de Deus na vida de Saul.

Saul reinou durante 40 anos. Em seu governo, Saul procurou levar o povo sob o comando do Senhor, entretanto, ele valorizou mais a coroa do que a fé. Saul ficou fascinado com o poder e tentou segurá-lo com todas as suas forças. Ele falhou grandemente nessa questão, pois, apesar de ter uma vida moral aprovada, íntegra, seu coração não estava inclinado para Deus e para a obediência. Saul agiu como os monarcas do mundo – buscando a própria glória. Ele foi provado pelo cântico das mulheres: [...] “Saul feriu os seus milhares, porém Davi os seus dez milhares.” (Ver 1Sm 18.6-16.) Saul não podia aceitar que Davi recebesse mais glórias que ele. A vitória de Davi era a vitória do reino de Israel, mas Saul não pensava assim. Ele via em Davi apenas um concorrente ao trono e tentou matá-lo várias vezes.

Em uma disputa contra os filisteus, Saul fez um desafio aos seus guerreiros: a quem matasse o gigante Golias ele daria sua filha em casamento, e ainda isentaria sua família de impostos (1Sm 17). Davi venceu o gigante, trazendo grande vitória para Israel. Entretanto, a filha mais velha de Saul, Merabe, casou-se com Adriel. “Ora, Mical, a outra filha de Saul, amava a Davi...” (1Sm 18.20a.) Saul soube desse amor e pediu um alto dote pela filha: a morte de 100 filisteus. Davi entregou-lhe, antes da data prevista, 200 prepúcios de filisteus (1Sm 18.27). [...] “Então Saul lhe deu por mulher a sua filha Mical.” (v.27b.)

“Quando Saul percebeu que o Senhor era com Davi e que Mical, filha de Saul, o amava, temeu Saul muito mais a Davi, e se tornava cada vez mais seu inimigo.” (1Sm 18.28-29.) Mical era feliz com Davi, pois o amava. Entretanto, a inveja insana de seu pai veio interpor-se em seu matrimônio. Em certa ocasião, Saul mandou seus homens buscarem Davi em sua casa para matá-lo. Mical o soube e colocou em seu leito uma estátua de um ídolo do lar coberta por uma pele de animal, e protegeu a fuga de Davi, descendo-o pela janela. Na verdade, Mical, como esposa, deveria ter ido com Davi. O seu lugar era ao lado do seu marido, conforme os votos matrimoniais: “Prometo amá-lo na felicidade ou na desventura, enfermo ou com saúde [...] até que a morte nos separe.” Mas Mical não queria experimentar uma vida de fuga de perseguições com seu jovem marido. Ela preferia ficar no palácio, como princesa, mesmo sem a presença do esposo amado.

O tempo foi passando e a distância fazia o amor em seu coração ir se esfriando... Davi ficou muito tempo longe de Mical. Ele enfrentou sozinho muitos anos de duras perseguições de Saul... Nas cavernas, na cidade de Ziclague, entre os filisteus, Davi encontrou a companhia de Abigail, de Ainoã. Será que estas mulheres existiriam na vida de Davi, se Mical estivesse em seu posto? Se Mical tivesse acompanhado Davi, como seria a sua história nesse período de lutas? Como você agiria em lugar de Mical?

Chegou o momento da morte de Saul e de seus filhos, em uma sangrenta batalha contra os filisteus. A notícia foi dada a Davi e ele foi coroado rei na cidade de Hebrom, e ali reinou durante 7 anos, até a morte do último filho de Saul, Isbosete. Então Davi mandou chamar de volta sua esposa Mical, que, nessa ocasião estava desposada com Paltiel (2Sm 3.15). Na verdade, sabemos que o nosso Deus valoriza alianças. O Senhor escolhera Saul para ser o primeiro rei em Israel e, de acordo com as leis da monarquia, o herdeiro do trono de Saul deveria ser seu filho ou filha, depois seu neto e assim por diante. Davi era herdeiro legal do trono de Israel por mérito, como herói de guerra (ao matar Golias) e também como genro de Saul.

Dentro do projeto de Deus, o filho de Davi e Mical deveria ser o próximo rei de Israel. Mical falhou quando Davi foi perseguido, não permanecendo ao seu lado. Também nos seus momentos gloriosos ela não esteve ao seu lado... Ela não foi uma esposa sábia, pelo contrário, foi tola, muito tola.

Ao assumir o trono de Israel, Davi procurou trazer a arca da aliança, o símbolo máximo da presença de Deus no meio de seu povo. E houve grande festa. Com um ajuntamento de 30.000 homens e sacrifícios oferecidos a cada seis passos da jornada da casa de Obede-Edom até Jerusalém, Davi chegou finalmente com a arca do Senhor até ao lugar que lhe havia preparado, em Sião. Ele vinha dançando e saltando diante da presença do Senhor. Seu regozijo era imenso.

Suas mãos estavam cheias das bênçãos do Senhor. Davi abençoou o povo com dádivas de comida: [...] “a cada um, um bolo de pão, um bom pedaço de carne e um bolo de passas. E se retirou todo o povo, cada um para sua casa.” (2Sm 6.19b.) Davi então dirigiu-se para o palácio com a intenção primeira de abençoar sua esposa Mical. “E sucedeu que, entrando a arca do Senhor na cidade de Davi, Mical, a filha de Saul, estava olhando pela janela; e, vendo ao rei Davi, que ia bailando e saltando diante do Senhor, o desprezou no seu coração.” (v.16.)

Diante de Deus, Mical era a esposa legítima de Davi. Assim como o filho de Lia, Judá, foi quem teve a bênção de primogenitura, apesar de Jacó amar mais a Raquel. Assim também, no caso de Davi... E, naquele dia especial, de alegria, danças e grande júbilo, era esperado que Mical estivesse acompanhando Davi, assim como Miriam, irmã de Moisés pegou o tamborim e dançou após a triunfal passagem pelo Mar Vermelho. Mas Mical não foi com Davi, pelo contrário, ela ficou em casa, e, da janela do palácio observava seu esposo e o desprezou em seu coração...

E quando Davi chegou para abençoá-la, para que ela pudesse gerar filhos e dar-lhe o herdeiro do trono, Mical veio a ele com palavras de reprovação, de rejeição. O texto bíblico diz: “E, voltando Davi para abençoar a sua casa, Mical, a filha de Saul, saiu a encontrar-se com Davi, e disse: 'Quão honrado foi o rei de Israel, descobrindo-se hoje aos olhos das servas de seus servos, como sem pejo se descobre qualquer dos vadios.” Mical não se sentia “esposa de Davi”, mas continuava sendo apenas “filha de Saul”. Ela não entendera sua missão de ser rainha como esposa de Davi, mas continuava com seu tolo orgulho de filha do antigo rei...

E Mical morreu sem filhos. Davi não pôde ministrar sobre ela as bênçãos do Senhor, que enchiam suas mãos... Ela desprezou seu esposo em seu coração. Ela selou sua triste sina de permanecer estéril e não dar a Israel o legítimo herdeiro do trono...

Prosseguindo o texto bíblico com a história de Davi, encontramos o triste capítulo do seu adultério com Bate-Seba. Será que existiria esse episódio na vida de Davi, se Mical tivesse cumprido seu papel de esposa? Será que Davi teria outras mulheres, se Mical o tivesse acompanhado nas perseguições e nas celebrações?


::Pastora Ângela V. Cintra


Pastora da Igreja Batista da Lagoinha

Gostou? Então faça o download dessa biografia para o seu computador gratuitamente!

http://img651.imageshack.us/img651/4567/downloadr.jpg


Recado Para Orkut - Deixe Seu Recado: 4

O que você achou desta biografia? Deixe sua opinião!

http://blufiles.storage.live.com/y1pJlAd9mJWygdhbFxM2yDkEcXGX-596WCanC-MeJxRnqXhvbnIG7UeaxAmRu6-ZgvAo1uEnprPxq0

Postar um comentário

  1. Esta palavra me fez refletir querida pastora, peço oração, será que eu estou na janela? vivendo de aparencia? perdendo o foco da minha missão como esposa?

    ResponderExcluir
  2. querida pastora, esse texto nos desperta para sempre estarmos em total comunhão com nosso esposo para que não sejamos deixadas fora das bençãos que o Senhor tem para nós como Mulheres virtuosas. Vívan SJP PR

    ResponderExcluir
  3. querida pastora,que texto abençoador,fiquei viuva 17anos estou casada 2anose7meses enão quero ficar na janela e sim apoiar meu mariddo em seu ministerio obrigada pelo despertar.

    ResponderExcluir
  4. meu esposo esta afastado mas tenho me esforçado o maximo para nao deixar brexas

    ResponderExcluir
  5. DEPOIS DESSA PALAVRA VOU FICAR AINDA MAIS FIRME AO LADO DE MEU VARÃO VALOROSO,,,A PAZ DO SENHOR SEJA CONTIGO,,

    ResponderExcluir
  6. mical era uma mulher sofrida e não uma vilã primeiro perdeu o marido,foi dada em casamento a outro,perdeu sua familia,quando voltou seu marido ja tinha quatro esposas e filhos,quantas mulheres de hoje tambem não se tornaria amargas como ela?

    ResponderExcluir
  7. Queria Pastora a 7 anos ouvir uma pregação muito parecida com essa suas palavras,(O pastor que pregava usava uma liguagem bem jovem,ao mesmo tempo que dava força para casais) portanto não lembro o nome do pastor e predir a fita. Por acaso a senhora pode me dizer como arrumar outra fita dessa?
    Obrigado
    eliasbatista21@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. É forte, faz-me refletir sobre o papel da esposa....

    ResponderExcluir

 
Top