Follow by Email

0


Estudo de Célula para Crianças n° 036


Vimos nos estudos anteriores que Deus estabeleceu as Suas Festas, as quais chamou de “santas convocações” e "estatuto perpétuo" (Lv 23). Mas existem outras festas que o povo celebra como se fossem bíblicas, como se Deus as tivesse ordenado, mas que não estão na Palavra. São festas pagãs, isto é, de idolatria, que nada têm a ver com Deus. Vamos conhecer uma delas que está acontecendo nestes dias: Natal.

Porque Natal é uma festa pagã? Porque a Bíblia não manda celebrar o nascimento de Jesus, a ordem é para que a igreja se reúna na ceia do Senhor para celebrar a Sua morte e ressurreição (I Co 11:23-34) . Jesus disse em João 6:56 “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue, permanece em mim e eu nele”. Não é peru, nem bolos ou tortas; a ceia do Senhor é feita com o pão e com o vinho. Esse Natal que o mundo celebra é apenas um culto comercial, que rende muito dinheiro aos comerciantes. Nesta época, as vitrines estão cheias de “noéis”, árvores enfeitadas, gnomos ou duendes que na verdade são demônios que habitam em florestas.

Onde começou essa história? Nas antigas civilizações egípcias que adoravam o deus sol. A festa acontecia em dezembro, quando era inverno, e ficavam esperando a chegada do sol, o que acontecia de 24 para 25 deste mês, e havia uma grande celebração porque o deus sol tinha se manifestado.

Você sabe de uma coisa? Jesus não poderia ter nascido nessa data porque, segundo o evangelho de Lucas 2:8, os pastores estavam no campo e, em Israel, neste período, é inverno, ninguém fica do lado de fora ou no campo à noite porque é muito frio, cai neve, não é seguro e é desconfortante para o rebanho. Então, quando Jesus nasceu? Ele nasceu em Israel, na cidade de Belém, entre setembro e outubro, no período da Festa dos Tabernáculos, que nós já estudamos. Não foi em dezembro e nem na festa do deus sol

O Natal tem alguns símbolos que são muito interessantes:

Árvores de Natal => ressuscita um deus pagão chamado Ninrode. No ocultismo e nas religiões orientais os espíritos dos antepassados são invocados por meio de uma árvore. A árvore de natal é um ponto de contato com deuses pagãos. Quando armamos uma árvore de natal em nossa casa, estamos legalizando a entrada de orixás, caboclos, de espíritos imundos em nosso lar. Os babilônicos consagravam uma árvore aos pés dos deuses e a levavam para casa, para ser símbolo do deus dentro de casa. O pinheiro faz parte da adoração aos deuses babilônicos Ninrode e Semírames. Várias vezes na Bíblia o Senhor fala dos cultos, sacrifícios e pecados cometidos debaixo das árvores (I Rs 14:22,23; Dt 12:2,3; II Rs 17:9,10; Is 57:4,5; Dt 12:21; Os 4:13).

Quem você quer no trono em sua casa? Noel ou o Senhor Deus Todo Poderoso? A escolha é sua: você quer festejar uma mentira ou celebrar ao Deus verdadeiro? Se você quer celebrar ao Rei dos reis, ao Senhor dos senhores, todo dia é dia de nos alegrarmos com o nascimento de Jesus no coração de milhares de vidas que O recebem em seu coração. Alegre-se!
Fique atento pois na próxima semana estudaremos sobre Noel, Guirlandas e outros símbolos do Natal, ok?


Palavra: Pastores Luiz e Regina Vasconcelos - MIR

Fonte; Monte sião




http://i148.photobucket.com/albums/s18/auricola/015.gif

Postar um comentário

 
Top